Tuberculose: análise do percurso do doente durante o tratamento em Ribeirão Preto/SP

Maria Eugenia Firmino Brunello, Nathalia Halax Orfão, Rubia Laine de Paula Andrade, Gabriela Tavares Magnabosco, Tiemi Arakawa, Aline Aparecida Monroe, Reinaldo Antonio Silva-Sobrinho, Antônio Ruffino Netto, Tereza Cristina Scatena Villa

Resumo


Objetivou-se analisar o percurso do doente de tuberculose (TB) durante o tratamento no sistema de serviços de saúde. Estudo epidemiológico, descritivo, realizado em Ribeirão Preto, São Paulo. Como fontes de dados utilizaram-se os registros relacionados ao tratamento da TB do Sistema de prontuários eletrônicos municipal e o sistema de notificação estadual. As variáveis selecionadas para o estudo foram categorizadas nas dimensões de análise: demanda, recursos, processos/produtos e resultados. Foram selecionados 109 registros de doentes de TB acompanhados em ambulatórios de referência para o tratamento da doença. Frente a alguma intercorrência notou-se a preferência por procurar o Pronto-atendimento 67(61,5%). O atendimento era centrado em médicos e auxiliares/técnicos de enfermagem 108(99,1%), sendo estes os principais responsáveis pelas visitas domiciliares e pela supervisão medicamentosa (71,6%). Os resultados permitiram observar a centralização do atendimento no nível secundário da atenção, privilegiando equipes especializadas e mantendo este ponto como o principal ordenador do cuidado.


Palavras-chave


Tuberculose; Terapia Diretamente Observada; Sistemas de Informação em Saúde; Serviços de Saúde

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v18.39051

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons A Revista Eletrônica de Enfermagem está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Logotipo do Ibict