Role Playing Game (RPG) na graduação em enfermagem: potencialidades pedagógicas

Amanda Nathale Soares, Maria Flávia Gazzinelli, Vânia de Souza, Lucas Henrique Lobato Araújo

Resumo


Objetivou-se avaliar as potencialidades de um jogo de Role Playing Game como estratégia pedagógica na Graduação em Enfermagem, com ênfase em suas implicações subjetivas na compreensão sobre aspectos da profissão. Estudo qualitativo, realizado por meio de pesquisa avaliativa, do tipo análise da implantação. Participaram alunos do 3º período de Enfermagem. O instrumento de coleta foram Memórias de Jogo, relatos elaborados pelos alunos após sessões do jogo. O jogo constituiu uma estratégia pedagógica não tradicional que favoreceu aos alunos a aproximação com a prática profissional, a participação ativa, a autorreflexão e a reflexão sobre a atuação profissional. Essa estratégia favoreceu processos de singularização, permitindo ao aluno vivenciar situações semelhantes às da prática do enfermeiro e exercitar habilidades como trabalho em equipe e criatividade. A ampliação dos estudos que abordam os processos subjetivos no ensino superior, por meio de jogos de simulação, pode contribuir para melhor delineamento dos processos formativos em saúde.

Palavras-chave


Educação em Enfermagem; Materiais de Ensino; Tecnologia Educacional; Jogos e Brinquedos

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v18.37672

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons A Revista Eletrônica de Enfermagem está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Logotipo do Ibict