Acidentes ocupacionais com profissionais de enfermagem de um serviço de atenção domiciliar do interior paulista

Jéssica Fernanda Corrêa Cordeiro, Amanda Pavinsk Alves, Emília Maria Paulina Campos Chayamiti, Diego Oliveira Miranda, Elucir Gir, Silvia Rita Marin da Silva Canini

Resumo


Trata-se de um estudo transversal com objetivo de identificar e caracterizar os acidentes com material biológico relatado por profissionais de enfermagem de um serviço de atenção domiciliar do interior paulista. Dos 30 sujeitos que trabalhavam no serviço, no período da coleta de dados, 28 concordaram participar e 12 (42,8%) relataram ter sofrido pelo menos um acidente com material biológico durante o exercício profissional no serviço. A maioria das exposições foi percutânea (91,7%), o sangue foi o fluido mais frequentemente envolvido (75%). Em relação ao procedimento, 75% dos indivíduos estava administrando medicamento no momento do acidente e 50% admitiu que estava reencapando agulhas ocas. O presente estudo permitiu identificar as situações relatadas pelos profissionais para a ocorrência dos acidentes com material biológico durante a assistência domiciliar, as quais podem subsidiar medidas preventivas e direcionar futuros estudos que envolvam esse tipo de acidente nos domicílios.

Palavras-chave


Exposição a Agentes Biológicos; Equipe de Enfermagem; Serviços de Assistência Domiciliar; Acidentes de Trabalho

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v18.37613

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons A Revista Eletrônica de Enfermagem está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Logotipo do Ibict